Mastopexia

Com o passar dos anos é muito comum haver uma pequena queda (ptose) das mamas. A gravidez é um dos aceleradores que mais influi neste sentido. O volume diminui, assim como a pele fica flácida e sofre com a ação do tempo. Essa flacidez também ocorre em mulheres que tiveram grande perda de peso. 

Qual a idade mínima e a máxima para realizar a elevação?

A literatura orienta esperar o desenvolvimento completo das mamas para o procedimento. Não existe idade máxima para a cirurgia.

Qual técnica utilizada?

Existem inúmeras técnicas para correção dessa ptose, o objetivo é remover o excesso de pele e reposicionar o mamilo e aréola em um lugar um pouco mais alto do que estava antes.  O seio é remodelado e o tamanho da aréola pode ser diminuído.

Onde fica a cicatriz?

A cicatriz vai depender da técnica utilizada, podendo ser em “T” invertido, “L” ou ao redor da aréola. Na maioria das vezes a cicatriz em “T” é a mais indicada por conseguir retirar todo o excesso de pele.

As cicatrizes são definitivas?

Toda a cicatriz é permanente e ela sofre modificações ao longo de 18 meses após a cirurgia. A evolução dessa cicatriz pode ser favorável ou não, a depender do tipo de pele e cuidados com a mesma.

Posso engravidar após?

A cirurgia não influencia a gravidez em si, entretanto o resultado final costuma ficar prejudicado. Na gravidez as mamas vão crescer e no pós parto irão reduzir de tamanho, sobrando pele novamente, podendo apresentar flacidez e queda das mamas.

Posso amamentar?

A amamentação costuma ser preservada, mas pode estar comprometida dependendo da técnica utilizada.

Preciso colocar prótese?

A cirurgia de mastopexia pode ser associada a implantes mamários ou não. A indicação irá depender da quantidade de glândula, flacidez da pele e vontade da paciente. Ao associar a cirurgia à prótese, o formato da mama fica mais arredondado e tende a manter o resultado por mais tempo. Em contrapartida se a pele for muito flácida, implantes muito grandes podem propiciar a queda das mamas novamente. É importante conversar com seu médico e esclarecer todas essas variáveis antes da cirurgia.

Qual anestesia?

Dependendo do tempo de cirurgia e condições da paciente, a anestesia pode ser local com sedação, peridural ou geral.

Quanto tempo de internação?

Geralmente a paciente vai pra casa no dia seguinte, podendo em alguns casos ter alta com o dreno de sucção.

Quais os cuidados pós-operatórios?

É preciso repouso por 15 dias, diminuir atividades com os braços por 1 mês, como dirigir e pegar peso. Importante o uso de sutiã modelador por 2 meses e cuidados com a exposição solar.

Existem complicações?

Toda cirurgia pode ter complicações, embora nesse tipo de procedimento é raro acontecer. Alguns exemplos de intercorrências são: abertura de pontos, sangramentos, sofrimento da pele, redução da sensibilidade, cicatrizes alargadas e hipertróficas.

Alterações no peso podem mudar o resultado?

Sim, toda mama contém células gordurosas em maior ou menor grau. Ganho de peso importante provoca hipertrofia das células gordurosas existentes. Caso a pele que reveste a mama não tenha uma boa elasticidade, com o emagrecimento, a mama pode perder sua sustentação e forma.

Convênios

Consultório

Iguatemi Business
Av. Gisele Constantino, 1850
Sala 710 - Sorocaba - SP
(15) 3413-6669
(15) 9 9657-8148

Ver no mapa

Fale conosco pelo telefone
Fale conosco por WhatsApp