Lifting facial

A face assume cada vez mais uma importância capaz de influir na vida social, afetiva e profissional do homem e da mulher contemporânea. 

Fatores como a ação da gravidade, o sol, o tabagismo e a perda da elasticidade da pele, fazem com que nosso rosto perca a vitalidade. É nesse momento que começam a surgir rugas, sulcos, pés-de-galinha, dentre outros defeitos, que, em geral, baixam nossa autoestima e atrapalham nosso convívio social. 

Com o passar dos anos a pele vai perdendo sua elasticidade e turgor. A força da gravidade age fazendo com que os tecidos caiam, gerando vincos, como aquele entre o nariz e a boca (sulco nasogeniano). Somando-se a tudo isto ainda há toda a musculatura da face, que após anos de movimentação, propiciam a formação de rugas na testa, ao redor dos olhos e em outras áreas. A exposição solar e stress do cotidiano sobre a face também são fatores a serem considerados. São todas estas alterações juntas que levam à aparência de envelhecimento. 

A cirurgia de lifting facial (ritidoplastia), visa melhorar o aspecto de cansaço e tristeza que uma face mais experiente pode aparentar, quando na verdade a pessoa está disposta e cheia de energia. O importante é a naturalidade e o aumento da qualidade de vida como um todo.

Esta cirurgia está frequentemente associada a blefaroplastia (cirurgia das pálpebras), lipoaspiração e retirada de pele da região cervical e elevação da região frontal.

Para quem a cirurgia da face é indicada?

A Ritidoplastia é indicada, sobretudo, para pacientes acima de 35 anos. É recomendada tanto para homens como para mulheres que desejam melhorar as expressões faciais, e principalmente, eliminar a aparência de cansaço.

Como é a cirurgia?

A cirurgia é realizada em ambiente hospitalar, pode ser feita sob anestesia geral ou local com sedação, que dependerá da indicação médica. A alta é geralmente no dia seguinte. 

Onde ficam as cicatrizes? 

Existem várias técnicas para a cirurgia, mas geralmente as cicatrizes se posicionam em volta da orelha e dentro do cabelo. A extensão dessas cicatrizes vai depender das regiões tratadas e do grau de flacidez da pele.

O lifting fará com que a pele fique lisa?

Não, a cirurgia reduzirá o excesso de pele e gordura da região, reposicionando os tecidos da face. Para uma melhora da qualidade da pele, pode-se associar a procedimentos não invasivos como toxina botulínica, preenchimentos, peelings e laser.

Quais cuidados pós operatórios?

O dreno e o curativo de compressão são colocados logo após a cirurgia e retirados de 12 a 24 horas depois. Se a cirurgia for associada a blefaroplastia, há necessidade de compressas frias nos olhos. É preciso se proteger contra o sol e usar protetor solar nos primeiros seis meses, quando o processo de recuperação deverá estar concluído.

Qual a evolução pós-operatória?

Até que se consiga atingir o resultado almejado, diversas fases evolutivas são características deste tipo de cirurgia. Assim é que edemas (inchaço), “manchas” de infiltrado sanguíneo, hipersensibilidade de algumas áreas, insensibilidade de outras, são comuns a todos os pacientes, evidentemente, alguns pacientes apresentarão estes fenômenos com maior ou menor intensidade que outros. O seu organismo se encarregará de dissipar esses pequenos transtornos. Toda e qualquer preocupação de sua parte deverá ser transmitida ao seu cirurgião, que lhe prestará os esclarecimentos necessários para sua tranquilidade. Um curto período de “depressão emocional” poderá ocorrer nos primeiros dias, devido ao aspecto transitório, geralmente advêm da “ansiedade em ser atingir o resultado final o quanto antes”. Tenha paciência e lembre-se que nenhum resultado de cirurgia de rejuvenescimento facial poderá ser avaliado de pelo menos 3 a 6 meses de pós-operatório.

As fotografias pré e pós-operatórias são importantes?

A melhor maneira de se avaliar o resultado obtido é através da comparação entre as fotografias pré e pós-operatórias, realizadas em padrões fotográficos semelhantes nesses dois períodos. As fotografias dos(as) pacientes fazem parte integrante de seu prontuário médico. 

Quais as complicações?

Embora sejam casos raros, principalmente se o pré-operatório for bem elaborado, podem ocorrer lesões nos nervos, infecções, deiscência (abertura dos pontos) e alterações das cicatrizações. Essas complicações são mais comuns em pacientes fumantes, por isso, para que o facelift seja bem-sucedido o paciente deve permanecer por um período de 30 dias sem fumar. 

Quantos anos é possível rejuvenescer com o lifting facial?

Um bom profissional não lhe dará estimas de quantos anos aparentará, a ideia não é um rosto completamente esticado e sim aparência natural, saudável e descansada. É importante ressaltar que o envelhecimento natural continuará normalmente após a cirurgia e por isso, os cuidados com a pele e os tratamentos não-cirúrgicos podem ser usados para manter uma aparência jovem por mais tempo.


Convênios

Consultório

Iguatemi Business
Av. Gisele Constantino, 1850
Sala 710 - Sorocaba - SP
(15) 3413-6669
(15) 9 9657-8148

Ver no mapa

Fale conosco pelo telefone
Fale conosco por WhatsApp